quinta-feira, junho 27, 2019
Home > Artigos > Veja os 6 erros mais comuns na hora de preencher a declaração do Imposto de Renda

Veja os 6 erros mais comuns na hora de preencher a declaração do Imposto de Renda

Faltam 5 dias para prazo final do IR, ainda não fez? Então nada de apavoramento. Agora é preciso atenção redobrada para não entregar documentos errados ou digitar informações incorretas. Preste bastante atenção! Assim o risco de cair na malha fina é menor.

O prazo para envio começou em 1º de março e termina em 29 de abril.

Veja a seguir os 6 erros mais comuns no preenchimento da declaração do imposto de renda, segundo as estatísticas de declarações retidas em malha fina da Receita no ano passado:

1º – Omissão de rendimentos do titular ou seus dependentes

180.755 declarações retidas (29,3% do total)

2º – Dedução indevida de despesas com previdência oficial ou privada

148.334 declarações retidas (24% do total)

 

3º – Valores incompatíveis de despesas médicas

129.587 declarações retidas (21% do total)

4º – Informações declaradas divergentes da fonte pagadora (não comprovação do Imposto de renda retido na fonte pela empresa, inclusive ausência de DIRF)

43.886 declarações retidas (7,1% do total)

5º – Omissão de rendimentos de aluguéis

34.863 declarações retidas (5,6% do total)

6º Pensão alimentícia com indícios de falsidade

32.998 declarações retidas (5,3% do total).

Os contribuintes que enviaram a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, recebem mais cedo a restituição do Imposto de Renda – caso tenham direito.

O pagamento da restituição começa em junho de cada ano e segue até dezembro, geralmente em sete lotes.

conheça os sistemas de gestão contábil e empresarial da SuperSoft Sistemas