Home > Tópico > Utilização do BI – Análise e auxílio de tomada de decisões

Utilização do BI – Análise e auxílio de tomada de decisões

Teste Fóruns SSBI – Análise e auxílio de tomada de decisões Utilização do BI – Análise e auxílio de tomada de decisões

Este tópico contém resposta, possui 1 voz e foi atualizado pela última vez por  Damaris dos Santos 3 anos, 11 meses atrás.

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Autor
    Posts
  • #2832

    BI: Business Intelligence (Inteligência nos Negócios):

    .

    .

    Observação: Necessariamente terá de ser gerado o relatório pelo Novo Gerador

    .

    O termo Inteligência de Negócios significa, resumidamente, coletar dados de diversas fontes, organizá-los, analisá-los e compartilhá-los com os executivos mais importantes da empresa.

    Estes então transformam essas informações relevantes em decisões importantes para o futuro da empresa.

    .

    No caso do SSBI, a coleta dos dados acontece diretamente na base de dados, desta forma o SSBI tem de estar instalado na mesma base dos demais Sistemas SuperSoft.

    .

    .

    Funcionalidades do BI:

    .

    Restrição de acesso por pastas: o controle será feito pelo acesso aos arquivos do cubo (conforme exemplo abaixo).

    .

    .

    bi1

    .

    .

    Restrição de acesso por recurso:

    .

    No SSBI é possível restringir o acesso do usuário para a execução de uma consulta SQL. Caso o mesmo consiga gerar um SQL no Novo Gerador de Relatórios, o SSBI pode estar bloqueado para a execução da mesma.

    .

    Abaixo segue o exemplo:

    No caso da criação da análise: Pode e deve-se restringir o acesso ao Menu Manutenção-> Critério de Análise. Para isso, com o usuário Supervisor, vá até o Menu Manutenção -> Usuários -> Direitos -> Usuários por Recurso

    .

    bi2

    .

    .

    Selecione a opção Manutenção -> Critério de Análise

    .

    bi3

    .

    .

    Remova a permissão de execução deste menu para os usuários que não possam criar cubo no SSBI.

    .

    bi4

    .

    .

    Desta forma, quando o usuário acessar o menu Manutenção/Critério de Análise, o mesmo estará desabilitado.

    .

    bi5

    .

    .

    Criação de um SQL para uso no SSBI:

    .

    A seguir colocaremos os comandos básicos do SQL, apenas para informação, pois não é  o objetivo do BI ensinar a utilizar todas as possibilidades do SQL

    .

    O SSBI trabalha com consulta SQL como base de acesso aos dados para a construção do cubo.

    .

    Para realizar essa consulta é necessário conhecer as dicas abaixo:

    – conhecer as tabelas que possuem as informações que gostaríamos de realizar as análises e gerar os Cubos

    – as tabelas precisam se relacionar por campos em comum – quanto mais campos as tabelas tiverem em comum, melhor a integridade das informações. Caso elas não sejam relacionadas diretamente, as informações podem ser relacionadas/validadas por tabelas intermediárias

    – recomenda-se usar limitadores de data ou outros nas consultas para evitar que o o SQL e o Cubo fiquem “pesado”

    – Para as colunas do Cubo: escolha as colunas cujo valores tenham representação de agrupamento ou valores a serem calculados. Evite sequencias numéricas (como número de nota fiscal, número de lançamento e outros) e prefira colunas onde seja possível tirar conclusões, como valores, preços, entre outras.

    .

    Exemplo:

    Validação de notas fiscais emitidas no mês: onde usar e onde não usar o número da nota:

    Tabelas envolvidas (considerando cenário atual de base de dados SuperSoft):

    NFMODEL1 e ITENSNF

    Relatório de conferência do mês: cabe se usar o número da nota para validação, pois a conferência terá como base esse valor e deverá ser validada uma a uma, ou seja, neste caso o SSBI não será útil, pois o resultado final não é para tomada de decisão e sim para conferência.

    Cubo para verificar quais filiais faturam mais por período:

    Tabelas envolvidas (considerando cenário atual de base de dados SuperSoft):

    .

    NFMODEL1 e ITENSNF

    No SSBI: faturamento por empresa: não deve-se usar o número da nota devido aos valores não serem agrupáveis, pois a análise se baseia no montante final e não em conferencia/validação de cada nota emitida. Então dispensa-se o número da Nota.

    .

    Criação manual do SQL para uso no SSBI:

    .

    Cenário:

    Faturamento por empresa: identificar as filiais e seus faturamentos.

    Também deseja-se saber quais produtos compõem esses faturamentos.

    1º – Tabelas envolvidas: NFMODEL1, ITENSNF e PRODUTOS

    Observa-se que NFMODEL1 não tem relação direta com PRODUTOS, porém a tabela ITENSNF faz a ponte entre elas.

    .

    2º – Campos das tabelas:

    Definir quais campos/colunas, de todas as tabelas envolvidas, iremos utilizar para uso no Cubo. Lembre-se das dicas citadas acima para a seleção das colunas.

    .

    Campos/colunas importantes:

    Na tabela NFMODEL1: ABREV, DTEMISSAO, VALTOTAL

    Na tabela ITENSNF: QUANTIDADE, PRECOUNIT, VALTOTAL

    Na tabela PRODUTOS: DESCRICAO

    .

    Onde:

    No Novo gerador devemos, em selecionando Sistemas, determinar quais os sistemas serão utilizados na análise.

    .

    .

    bi6

    .

    .

    Em seguida, em Selecionando Campos, deverá ser definido todos os campos que deverão ser analisados.

    .

    bi7

    .

    .

    Em seguida, Ordenando Tabelas, deve ser definido para quais tabelas deverá haver relacionamento obrigatório

    .

    bi8

    .

    .

    O próximo passo é a confirmação dos campos selecionados/definidos

    .

    bi9

    .

    .

    Não haverá necessidade de ordenar os campos nem definir quebras e filtros

    .

    bi10

    .

    .

    bi11

    .

    bi12

    .

    .

    Será gerada um a cláusula, para que a mesma seja utilizada no BI será necessário clicar na letra “C” – Converte cláusula para BI

    .

    Obs: Toda vez que sair da tela “Cláusula Gerada” a mesma ficará pronta para uso no Novo Gerador, desta forma para gerar a Cláusula para o BI será necessário novamente clicar na letra “C”.

    .

    .

    bi13

    .

    .

    Onde:

    1 – Select – serve para determinar quais os campos das tabelas serão utilizadas (os campos devem ser separadas por vírgula) o select sozinho não faz nada é necessário o from

    2 – from – serve para determinar qual a tabela inicial da consulta

    ex: Select * from NFMODEL1 (isso significa – selecione todos os campos da tabela NFMODEL1)

    ex: Select NFMODEL1.ABREV, NFMODEL1.DTEMISSAO, NFMODEL1.VALTOTAL, …… from NFMODEL1 – (isso significa trabalhar apenas com os campos indicados da TABELA1)

    esse ultimo select basta para que seja feita uma análise

    .

    bi14

    .

    .

    3 – join – serve para unir uma segunda tabela para o select acima (obrigatoriamente precisa haver relacionamento entre elas, caso não haja diretamente o relacionamento, utilize tabelas intermediárias)

    .

    bi15

    .

    .

    4 – on – serve para unir os campos

    ex: Select ITENSNF.ABREV on NFMODEL1.ABREV

    (isso significa que preciso do campo1 da tabela 1 e campo 1 da tabela 2, retornando 2 colunas)

    .

    bi16

    .

    .

    5 – where – serve para que sejam utilizados filtros

    ex: where NFMODEL1.DTEMISSAO >= ’30/01/2015′ (algum campo da tabela será filtrado, no caso do exemplo será o campo data)

    .

    bi17

    .

    .

    Observação: se realizar uma query e antes da mesma colocar (- -) essa query servirá apenas como comentário, não será utilizada

    .

    .

    bi18

    .

    .

    Se o relatório for visualizado no novo gerador será apresentado

    .

    bi19

    .

    .

    Depois de gerada a Cláusula no Novo Gerador,  caso você queira que o relatório seja salvo em sua máquina, deverá ser acessada a tela de manutenção do novo gerador, clicar sobre o relatório e em seguida clicar no botão Exporta.

    .

    .

    bi20

    .

    .

    .

    Em seguida deverá escolher um local para que o mesmo fique salvo em sua máquina

    .

    .

    bi21

    .

    .

    Em seguida copie a cláusula que foi gerada no Novo Gerador e cole no Bloco de Notas

    .

    bi22

    .

    .

    Em seguida elimine o CAST do txt e tire a vírgula que ficou no final da cláusula

    .

    bi23

    .

    .

    Desta forma, a cláusula ficará:

    .

    bi24

    .

    .

    Copie a Cláusula do Bloco de Notas e em seguida acesse o SSBI no menu Manutenção/Critério de Análise

    .

    bi25

    .

    .

    Cole a cláusula no espaço reservado para a Query

    e clique no botão “Executar query” para verificar os resultados

    .

    .

    bi26

    .

    .

    Será apresentada a tela para que você digite os campos que na query são dinâmicos

    (parametrizáveis)

    .

    bi27

    .

    .

    Digite o campo e clique em OK

    .

    .

    1

    .

    .

    Quando clicar em Ok será aberto o espaço com os dados, de acordo com a query, clique na seta “Próximo”

    .

    .

    bi30

    .

    .

    Será apresentada a tela com a Definição das dimensões e métricas, também deverão ser configurados os critérios de cálculo das métricas

    .

    .

    bi31

    .

    .

    1. Campos disponíveis: exibe todos os campos resultantes da pequisa.

    2. Métricas: quais campos serão calculados.

    3. Dimensões: quais campos farão parte do critério de cálculo.

    4. Configuração dos parâmetros: como será exibido e calculado cada campo.

    .

    A regra geral é que os campos numéricos (inteiro ou decimais) farão parte das métricas e os campos de texto (string) e data farão parte das dimensões.

    Os diferentes tipos de campo são identificados com um ícone, se são do tipo texto, numérico, data ou hora.

    .

    Sendo que:

    Métricas são os campos correspondentes a valores

    Dimensões são texto e código

    .

    Na tela de Critério de análise as informações serão apresentadas da seguinte forma:

    .

    .

    BI32

    .

    .

    Nesse momento é possível alterar a Definição da métrica para que o campo apareça com o nome que deverá aparecer para o usuário final

    .

    Essa definição deverá ser feita para todos os campos da coluna Métricas, em seguida clique na seta Próximo

    Clique na seta para Avançar (próximo).

    .

    .

    BI33

    .

    .

    Se desejar apenas salvar as informações selecione a primeira opção

    se desejar salvar e em seguida abrir o analisar selecione a segunda opção e clique em OK

    .

    .

    BI34

    .

    .

    defina o local onde o arquivo será salvo

    .

    .

    BI35

    .

    .

    Se na query já estiver definido algum campo que necessita de digitação manual, esse campo já será aparesentado

    .

    .

    BI36

    .

    .

    Digite a informação e clique em Ok

    .

    .

    BI37

    .

    .

    BI38

    .

    O que for medidas só poderá ser arrastado para a área de métricas

    Os demais campos podem ser arrastado tanto para a área de linha como para a área de coluna

    .

    Se desejar que a análise seja apresentada em linha, arraste o campo a ser utilizado, para a àrea de linha

    .

    .

    BI39

    .

    .

    Se desejar que a análise seja apresentada em colunas, arraste o campo a ser utilizado para a Área de coluna.

    .

    .

    2

    .

    .

    Se o campo calculável (ITENSNF, por exemplo)  for arrastado para a área de linha, o relatório será apresentado desta forma:

    .

    .

    .BI42

    .

    .

    Se o campo calculável (ITENSNF, por exemplo) for arrastado para a área de colunas, o relatório será apresentado desta forma:

    .

    .

    BI43

    .

    .

    Se definirmos que a analise nos apresente por data de emissão (área em linha) , todos os produtos (área em linha) com a a quantidade, preço unitário e valor total (área de métrica), será demonstrado da seguinte forma:

    .

    Quantidade  vendida, preço unitário e valor total de cada dia do mês.

    .

    .

    BI44

    .

    .

    Se clicarmos no (+) do primeiro dia teremos:

    Quantidade, preço unitario e valor total vendido no dia UM (01) de cada mês em que houve venda neste dia

    .

    .

    3

    .

    .

    Se clicarmos no (+) de um mês (por exemplo abril), teremos as vendas do dia 1 do mês de abril

    .

    .

    BI46

    .

    .

    Se clicarmos no (+) do ano 2015 teremos, a quantidade, preço unitário e valor total vendido por produto, no ano 2015

    .

    .

    BI47

    .

    .

    Na parte superior da tela temos

    .

    .

    BI48

    .

    .

    BI49

    .

    .

    No botão Reprocessar, o sistema irá recarregar (atualizar) as informações do Sistema, atualizando as informações que serão consideradas na análise.

    .

    .

    BI50

    .

    .

    BI51

    .

    .

    Na parte superior da tela de visualização/impressão temos as opções:

    1 – Imprimir

    2 – Modo Retrato

    3 – Modo Paisagem

    4 – Anterior

    5 – Próximo

    6 – Definição de Tamanho

    7 – Preencher a página

    8 – Preencher o comprimento da página

    9 – Ferramenta de Zoon

    10 – Ferramenta de Movimentação Manual

    11 – Exibe uma página por vez

    12 – Exibe duas páginas, lado a lado

    .

    .

    6

    .

    .

    O relatório que você deseja visualizar/imprimir poderá ser em retrato

    .

    .

    7

    .

    .

    Ou o relatório poderá ser visualizado/impresso em modo paisagem

    .

    .

    8

    .

    .

     

    BI52

    .

    .

    BI53

    .

    .

    Em Visão de estrutura o relatório será apresentado da seguinte forma:

    .

    .

    BI54

    .

    .

    BI55

    .

    .

    Em Visão do cubo o relatório será apresentado da seguinte forma:

    .

    .

    BI56

    .

    .

    BI57

    .

    .

    Em Visão dos dados a análise será apresentada da seguinte forma:

    .

    .

    BI58

    .

    .

    BI59

    .

    .

    Em Inverter linhas x colunas a análise será apresentada da seguinte forma:

    .

    .

    BI60

    .

    .

    BI61

    .

    .

    Em Visualizar gráfico  a análise poderá ser visualizada através de gráficos, da seguinte forma:

    .

    .

    BI62

    .

    .

    BI63

    .

    .

    Na lateral direita da tela poderá ser configurada a forma como deseja visualizar o gráfico

    .

    .

    BI64

    .

    .

    Em Exportar para Imagem, a imagem da análise poderá ser exportada e para isso o Sistema pedirá um local onde o arquivo será salvo

    .

    .

    BI65

    .

    .

    BI66

    .

    .

    A analise poderá também ser vista em PDF, através da opção Exportar para PDF

    .

    .

    BI67

    .

    .

    BI68

    .

    .

    E na opção Exportar para XLS, a análise poderá ser aberta no excel ou BRoffice

    .

    .

    BI69

    .

    .

    BI70

    .

    .

    Também poderá ser feita uma Análise visual

    .

    .

    BI71

    .

    .

    No caso desse exemplo de Análise visual estou solicitando que as quantidades maiores que 100 unidades sejam apresentadas na cor vermelha.

    .

    .

    BI72

    .

    .

    E o relatório fará a diferenciação da informação através de cores

    .

    .

    BI73

    .

    .

    Poderá também ser analisada Estatísticas e configurações do cubo

    .

    .

    BI74

    .

    .

    BI75

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

Visualizando 1 post (de 1 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.